Melhor que possuir é alugar!

26 set

O texto de Kevin Kelly “Melhor que possuir” aborda uma nova forma de olhar para o comércio. Para ele, melhor que possuir é ter acesso a isso como se fosse seu, não tendo que realizar nenhum tipo de manutenção ao bem adquirido. “É muito provável que, em um futuro próximo, eu não “possua” música alguma, ou livros, ou filmes. Em vez disso, terei acesso imediato a todas as músicas, a todos os livros, a todos os filmes, usando um serviço sempre disponível, através de uma taxa de inscrição ou tarifa”.

Para apreciar uma obra não é mais preciso necessariamente possuí-la, agora, você pode simplesmente ter acesso a ela, como as musicas, os livros… Estão se tornando bens comuns, assim como, a educação a informação e os jogos que estão caminhando para isso. Esse fenômeno vem ocorrendo devido à digitalização dos bens, que quando caem na rede tornam-se bens comuns, sem dono.

Para algumas pessoas a posse está relacionada com o dinheiro, por exemplo, se você faz um download de um filme na internet, sem custo algum, você se sente menos dono daquilo do que se você tivesse pagado por isso. As coisas gratuitas não geram sentimentos de posse. Se algo é dado de graça, nós tendemos a não sentir que o possuímos, por tanto quanto mais as coisas são partilhadas menos valor elas tem.

Esse tipo de compartilhamento não é muito diferente do ato de alugar alguma coisa, a única grande diferença é que quando você aluga alguma coisa, por exemplo, um apartamento ele só pode ser alugado para uma pessoa de cada vez, já os bens comuns podem ser compartilhados com varias pessoas ao mesmo tempo, como um filme, por exemplo.

Em breve ninguém mais vai comprar um filme, ou um livro, pois é muito mais fácil “alugá-lo” na internet do que ter o trabalho de procurá-lo para comprar, de guardá-lo, etc. A internet facilita muito mais o acesso a esses bens. Como é o caso do iPad, sua principal função, a principio, é de fazer download de livros e revistas pela internet e te-los salvos em seu aparelho para quando necessário. Não é preciso comprar um livro de fato, guardar milhões deles em sua estante.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: